Entrevista com Aparecida Nogarolli

Entrevista com Aparecida Nogarolli

Entrevista com Aparecida Nogarolli

Aparecida de Fátima Nogarolli

Diretora da Actis Comunicação, Atitude, Negócios e Urbanidades. Mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná, Especialista em Marketing, Marketing Social, Relações de Consumo e Impacto Socioambiental. Assistente Social, integrando as relações de negócios e suas interfaces de impacto social em estratégias sensíveis para favorecer mudanças.

 

Como nasceu a campanha Juntos Agora?

A abordagem proposta para a realização do WMS no Brasil, em pleno período de pandemia da Covid-19, reconhece o difícil momento enfrentado pela população e considera os impactos futuros na realidade social do país. Neste cenário, todos precisarão observar suas práticas sob as lentes de um “novo normal”. Será preciso se reinventar e reintegrar. Os negócios terão de se adaptar e se refazer, percebendo o potencial da união para trilhar um caminho de recuperação econômica – isso tudo diante das mudanças mundiais, que certamente alteram as regras do jogo, para todos. Como fomentadores de novos negócios, a Actis, o Observatório da Longevidade e seus parceiros entendem que é fundamental que as empresas assumam um papel de protagonismo na construção da mudança que o mundo precisa. Assim, queremos contribuir para trazer um novo posicionamento que evidencie a necessidade de atuar com os negócios e as pessoas numa perspectiva de sustentabilidade contínua, que esteja presente ao longo do tempo. Estamos diante de uma crise mundial, na qual cada país terá que identificar suas raízes e sua força enquanto nação. Esta realidade exige um compromisso coletivo, mas também é uma oportunidade única, tendo em vista que a interdependência ficou mais visível e cria um ambiente favorável para esta abordagem.

 

Qual o cerne da campanha?

Defendemos que essa reinvenção necessária para o mundo todo siga a via de uma mudança social, um pensar e agir para um novo modo de fazer negócios, com estratégias e resultados mais socialmente responsáveis.  se unir para reconstruir e reinventar, contribuindo para um bem maior, com estratégias coletivas e sensíveis. Essa proposta casa com as reflexões atuais do professor Kotler, que trazem a urgência de se avaliar direções, encontrar soluções e agir para se obter resultados robustos, não de forma isolada, mas integrada. Em consonância com os objetivos de um evento mundial que nos trará percepções e tendências, a Juntos Agora propõe um novo olhar sobre como podemos fazer negócios.

 

Uma perspectiva de novos modos de fazer negócios é urgente?

Sim. Existe uma clara intenção de mostrar que a via dos negócios precisa ser repensada para que englobe todos os segmentos, fortaleça a mobilidade social e a cidadania. Temos também o claro objetivo de que nosso evento proporcione uma mudança de mentalidade, que possa sustentar uma transição de modos de fazer em nosso país. Tal posicionamento, integrador e inspirador, não poderia ser sustentado sem exemplos concretos, como a trajetória e legado do professor Kotler que, pelo viés do Marketing, envolve as áreas criativas e de negócios de todas as empresas, de diferentes tamanhos, sendo uma referência na formação de administradores e empreendedores. A partir de sua perspectiva de fazer acontecer agora, a promoção desse imaginário coletivo é a alternativa inspiradora que podemos apresentar e fazer ganhar escala através do Observatório da Longevidade e de seus parceiros. Esse chamamento, essa convocatória, deve trazer a consciência de que a hora de mudar é agora.

 

Qual pode ser o papel das empresas nesse processo de inclusão?

Juntos Agora é uma convocação para que as empresas patrocinadoras assumam o papel de âncora de viabilização do processo e sejam atores da inclusão massiva de participantes de vários níveis sociais, permitindo que pequenos e médios empreendedores possam se beneficiar desse evento, com caráter formativo, e adotar tais conhecimentos nas escalas locais.  A intenção é reforçar a lógica de integrar a participação de muitos grupos a fim de consolidar uma composição diversa de saberes, que serão acionados antes e na continuidade como uma capacidade intelectual que permita este avanço desejado.  

 

Como a campanha se comunica com o eWMS 2020?

A campanha Juntos Agora convoca as empresas e os cidadãos a remodelarem suas maneiras de agir, considerando as questões que se impõem no nosso tempo. Também busca promover o engajamento com novas formas de gestão de negócio, colaborativas, e o acesso ao evento é um exemplo de como o setor, como um todo, pode sair ganhando com novos formatos e propósitos. A maneira definida para a democratização do conhecimento e visibilidade de marca considera a efetiva aplicação aos negócios da campanha Juntos Agora como estratégia de mudança. 

 

Haverá um desdobramento da Juntas Agora para o pós-evento eWMS 2020?

Sim. A ideia é que a campanha seja um movimento que ganhe corpo, ganhe vida e cada vez mais adeptos. Nossa intenção é, também, que a campanha dê base para a produção de um e-book, que apresente estratégias sensíveis nos negócios, com uma abordagem de marketing social, que possa inspirar negócios de impacto social. Queremos amplificar essa convocação que permeia todas as ações orientadas para uma mudança de visão, num contexto pós-pandemia. 

 

Qual é o chamado do Kotler para o eWMS 2020?

Um chamado para que todos se conectem no processo de repensar as estratégias dos negócios e suas práticas considerando que este tempo de pandemia trouxe aos cidadãos do planeta um momento de atenção com os rumos necessários. Os pontos críticos estão evidentes e vai ser preciso conhecimento a capacidade de lideranças para fazer acontecer a transição necessária para um modo de vida mais justo para todos.

Compartilhe