Entrevista com Enrico Foglia

Entrevista com Enrico Foglia

Entrevista com Enrico Foglia

Diretor de Desenvolvimento de Negócios da HDRA (Accadrà) e Gerente da Business Integration Partner - Itália.

 

1. Quais são os efeitos mais relevantes da Pandemic Covid-19 sobre o empreendedorismo?

Todos os dias eu lido com muitos gerentes e empreendedores de grandes empresas e, honestamente, sinto um grande efeito da Covid: o medo. E para ser preciso, diria “medo do desconhecido”. Todos nós enfrentamos condições nunca experimentadas e as pessoas não têm referências para tomar as decisões certas. E se o medo gerar inatividade, a recuperação da economia será lenta e difícil.

 

2. 'Decisões de Marketing Estratégico': o que você recomenda para se cometer menos erros?

Neste momento crítico, recomendo voltar aos fundamentos do marketing. Como vou aprofundar durante meu discurso eWMS “O Marketing Fenício”, acredito fortemente que o “Marketing”, ou as atividades de compra e venda de produtos ou serviços para atender às necessidades do cliente, são conhecidas há milênios.

É claro que as ferramentas e as condições em que os profissionais de marketing operam mudaram e provavelmente mudarão novamente com o tempo, e é claro que não podemos impedir o progresso ou o vírus.

Mas isso não significa que, por vivermos em um momento crítico, nosso papel como humanos na estratégia de marketing seja menos relevante. Pelo contrário, acredito fortemente que hoje uma empresa de sucesso é uma empresa capaz de equilibrar um acesso inteligente às ferramentas modernas com uma visão clara para criar um bem comum e mostrar aos seus clientes um propósito diferente do de vender.

E isso só é possível se nos concentrarmos (ou reorientarmos) em nossos aspectos humanos distintos e fizermos um grande uso deles em qualquer estratégia de negócios, sem ceder às tecnologias ou ao medo do desconhecido.

 

3. Quais são os horizontes mais tangíveis para a economia italiana, depois do Covid-19?

A economia italiana está mais forte do que parece. Temos uma base sólida de empresas de manufatura que foi apenas parcialmente impactada pela Covid. Infelizmente, o outro ativo italiano, o Turismo, teve que enfrentar uma redução drástica de receita que não será totalmente recuperada nos próximos meses. No entanto, como membro da UE, a Itália pode tirar proveito de vários planos de recuperação europeus que certamente irão acelerar o crescimento econômico italiano.

 

4. Fale sobre o papel da Impact Kotler na Itália, no enfrentamento da pandemia.

Impact Kotler - A Itália em breve será incorporada em uma nova e maior organização sob minha supervisão: Kotler Impact Europe, uma vez que acreditamos fortemente que no futuro próximo veremos uma União Europeia onde os membros individuais agirão como uma entidade única. Nesse cenário, a missão da Kotler Impact Europe é criar um mundo melhor, mais lucrativo e sustentável por meio da experiência dos melhores líderes empresariais mundiais.

 

5. Quais recomendações você faria para o empresário brasileiro, no cenário atual?

Visitei o Brasil em 2015, durante a preparação dos Jogos Olímpicos. Encontrei um povo com muita energia, todos entusiasmados com o próximo evento e otimistas com o futuro. Presumo que o vírus teve um impacto profundo na economia brasileira e também o humor das pessoas deve ser mudado em comparação com os primeiros dias antes dos jogos.

Meu conselho aos empresários locais é sempre ter em mente que o Brasil é um país forte e resiliente com muitos jovens que serão o combustível para uma rápida recuperação da economia.

 

6. Qual é o papel do passado na compreensão do futuro, no contexto atual?

No meu discurso eWMS, irei analisar alguns exemplos de estratégias de marketing criadas por populações antigas para demonstrar que é necessário “Estudar o passado se quiser definir o futuro”. (Confúcio)

 

7. Nos últimos anos, você tem falado sobre o “impacto positivo” dos negócios na comunidade e na sociedade. Como a pandemia acelerou ou mudou a necessidade desse impacto positivo?

Tenho uma opinião clara sobre isso. A revolução da industrialização possibilitou a produção de grande quantidade de bens de consumo idênticos e de baixo custo, mas, ao mesmo tempo, milhões de pessoas estão prontas para pagar um preço premium por um produto “feito à mão”, onde o toque humano está claramente embutido no produto.

Da mesma forma hoje, na era da I.A. e da globalização, as pessoas são atraídas por empresas que criam uma conversa genuína em vez de uma campanha de marketing automatizada no Facebook,

Quem cria colaboração com a comunidade, e não apenas patrocina programa de caridade com doação de milhões de dólares

Que abraçam uma visão de longo prazo orientada para o bem-estar do cliente / empregador / ambiente, e não apenas no fim do ano.

Em suma, a chave do sucesso nos negócios será, mais do que nunca, a capacidade de gerar um impacto positivo genuíno em nosso mundo.

 

8. Como o big data pode ajudar a projetar e implementar a nova visão de mundo econômico e social do Prof. Kotler?

Eu acho que Big Data, assim como A.I, aprendizado de máquina, computação em nuvem, etc, são ferramentas que devemos ter em mente em nossas estratégias de negócios, mas que na minha visão não podem substituir a centralidade humana em qualquer definição de estratégia de negócios.

Compartilhe