Entrevista com Camila Renaux

Entrevista com Camila Renaux

Entrevista com Camila Renaux

Camila Renaux já foi eleita por duas vezes a melhor profissional de Marketing Digital do Brasil! Os títulos foram dados pela Associação Brasileira de E-commerce e Associação Brasileira de Agentes Digitais, em 2018 e 2019. Ela aceitou o convite para ser Embaixadora do eWMS no Brasil e o desafio de convocar pessoas para que façam parte desta grande transformação no mundo dos negócios, proposta pelo Prof. Philip Kotler e a Cúpula Mundial do Marketing.

 

Leia o que Camila Renaux tem a dizer sobre o eWMS – que será realizado nos dias 5, 6 e 7 de novembro!

 

O que representa ser Embaixador de um evento como o eWMS, que vai reunir tantas mentes brilhantes, no maior encontro de Marketing do mundo? 

 

Sem dúvida é um motivo de muita honra poder representar as mulheres empreendedoras profissionais de Marketing, especialmente quando se trata de Philip Kotler, uma verdadeira referência para todos nós. Um evento como o eWMS fala de transformação digital de forma imersiva, garantindo uma experiência e com foco num conteúdo muito rico, que vai além do planejamento, porque ele também evoca prática já que todas essas mentes brilhantes que estarão ali nós brindando com conhecimento e informação, aplicam tudo isso que ensinam. O evento é muito bem estruturado, é pensado de forma global, porém é ajustado de forma local, o que reforça a enorme satisfação que eu como embaixadora tenho a falar a respeito de diretrizes tão ricas, especialmente para o Marketing.

 

De que forma o Prof. Philip Kotler lhe inspirou? 

 

Eu que sou profissional de Marketing completamente apaixonada pelo que faço posso dizer que desde o meu primeiro contato com essa área fascinante tenho contato com o professor Philip Kotler, um profissional brilhante que segue nos inspirando a partir da sua prática. Eu gosto de falar a respeito dessa inspiração, inclusive até publiquei a respeito disso, já que eu considero que Kotler tem um talento incrível de objetividade, ele consegue trazer um elemento teórico, acadêmico, sobre o entendimento profundo de um conceito e também desdobrar isso em algo prático, num exemplo, num conceito que seja fácil de ser compreendido e aplicado. Então, isso para mim é uma grande inspiração, e é uma forma de pensar, uma forma de ensinar que eu tento também colocar dentro da minha prática.

 

Dentre os 80 palestrantes do eWMS, quais você destacaria e por quê?

 

Que missão desafiadora escolher alguns profissionais quando nós temos 80 nomes incríveis e brilhantes. Ainda que o evento propicie que a gente trilhas de conteúdo, eu quero citar aqui alguns nomes que são palestras imperdíveis. Hermann Simon, que traz um foco tão grande em estratégia, especialmente em estratégia empresarial, e que tem uma vivência acadêmica e, também, prática muito diversa. Então esse é um dos grandes nomes do evento e uma palestra que eu não vou perder.

 

Nós temos também um nome brasileiro, Oscar Motomura, que tem todo um conhecimento a respeito de comportamento, que vai trazer um conteúdo riquíssimo quanto a isso, falando de liderança consciente e também de um outro ponto que é tão importante para nós, especialmente falando de negócios, do momento que nós estamos falando de 2020, que é sobre reinvenção. Ter um brasileiro neste grupo é claro que é imperdível.

 

Também não poderia deixar de citar Laura Ries, porque eu adoro todo trabalho dela em cima de posicionamento, e ela vem falar de dois temas que são incríveis: branding, a influência da marca, e de decisão de compra, que é algo prático mas que segue como conteúdo atemporal, é justamente por isso que é uma palestra que eu também não perco e que representa a nós mulheres.

 

O que representa para a comunidade do Marketing, um evento como o eWMS?

 

Trata-se de uma grande oportunidade, já que é um evento online, imersivo, numa experiência adaptada, que reúne nomes que se complementam, mas que ao mesmo tempo falam de um cenário múltiplo, de um cenário focado, em países emergentes, mas que também tem mulheres, diferentes pensadores, sempre alinhados a um rumo estratégico. E a estratégia é a base, é ela que vai trazer os resultados, não é lá na pontinha do iceberg, é o que está ali abaixo que muitas vezes passa sem ser visto, mas que ele está ali presente. Então, essa é uma grande oportunidade para que a comunidade de Marketing possa sair mais inspirada, e aí sim passar a elaborar melhores estratégias e aplicá-las também.

 

Quais serão os principais desafios do mundo dos negócios, no pós-pandemia? 

 

2020 veio para mostrar que nós precisamos encarar nos desafios da velocidade da transformação digital e da implementação da estratégia e aí sim a gente está falando de liderança, a gente está falando de empreendedorismo, de forma muito intensa, já que este ano nós tivemos que repensar nos nossos negócios, a partir de uma visão que volta ao cliente. O cliente no centro, o cliente recebendo o valor que nós vamos gerar. Então todos esses desafios que eram presentes mas foram muito acentuados vieram pra mostrar que as marcas precisam estar alinhadas com esses novos conceitos que envolvem toda uma decisão de compra, branding e também de uma grande consciência de marca. E aí sim, partir para aplicar, muito do que se falava da estratégia já era visto, mas não era aplicado. Eu sempre gosto de voltar a falar sobre aplicabilidade, sobre pessoas... então pessoas seguem como um grande desafio das empresas de estarmos todos alinhados. De pessoa para pessoas, com marcas mais humanas, mais humanizadas e que conversam melhor com esse consumidor. O ano de 2020 foi uma verdadeira aula, uma grande oportunidade para que a gente voltasse a fazer esse Marketing que é de dentro pra fora e que, claro, vem cada vez mais transformado pela tecnologia.

 

Compartilhe